Vibe Fest on Board - 3º dia


Domingo já acordamos com a música na cabeça, não parou desde a noite anterior.
Fomos almoçar no restaurante do 6º andar, que a comida é um pouco melhor do que a do 24hs.
Almoçamos e fomos pra piscina tomar sol, e os djs bombando nas pick-ups.
O navio parou em frente a Copacabana no Rio, deu pra ver a cidade maravilhosa do mar.
Um detahe é deixar a mala pronto e no corredor, porque as 2hs eles passam recolhendo as bagagens.
Tomamos banho e nos preparamos para última noite com uns italianos produzindo uma festa que chama DESAPARECIDOS. Depois deles veio um encontro de Djs, com todos os que tocaram no barco: Milk, Marcelinho, Vitor Sá, entre outros.
A impressão que dava é que todo mundo estava meio cansado já, então a festa não foi tão animada quanto as outras.
Acabou as 06:00hs da manhã da segunda.
Para desembarcar foi um parto, houve muito atraso e desorganização, uma canseira.
Outra canseira foi o Edinhos Park, onde deixamos nosso carro estacionado. Esperamos mais de uma hora e nada. As meninas tiveram que ir pessoalmente até o estacionamento e armar um barraco pra pegar o carro, que estava riscado, pésssimo serviço, não recomendo.

Conclusões:
Foi muito divertido, porém a música eletrônica o tempo todo enjoa um pouco. Domingo tinha hora que queria me atirar no mar.
Tinha menos gente bonita que parecia nas divulgações.
O serviço do navio é péssimo e as atendentes muito mal educadas.
Se você for, escolha uma cabine longe do palco.

Vibe Fest on Board - 2º Dia

Descobrimos que uma cabine tão perto não era tão vantagem assim... nossa cabine era bem embaixo do palco e só conseguiamos dormir quando a música parava.

Descansamos até a hora do almoço, almoçamos e hoje estava previsto uma parada em Búzios, com festa na Pachá.
Desembarcamos em botes até o porto de Búzios, dei uma volta pra conhecer a cidade. Paramos num restaurante chamado Brigitta's, muito bonitinho e comemos uma deliciosa porção de camarão.
Fomos pra Pachá lá pelas 04:00hs e a Tecneira começou denovo. É estranho uma festa diurna.
Eu e minha amiga retornamos as 06:00hs para o navio, pois queriamos descasar antes a festa noturno começar, hoje seria a Festa a Fantasia.
Dormimos e a meia-noite estávamos as 4 lá, três de S.W.A.T. e uma coelhinha da Playboy.
Todo mundo entrou no clima e foi muito divertido, tinha uma fantasia mais divertida que a outra.
Dançamos até o clarear do dia, tomamos café e fomos para a cabine "tentar" dormir, o que foi missão impossível, já que parecia que a balada estava dentro da nossa cabine, o som era altíssimo e não parou até o segunda as 06:00hs da manhã.

Cruzeiro Marítimo \Temático - Vibe Fest on Board


O Vibe Fest on Board é um cruzeiro de 3 dias que foi divulgado pela 97 FM (uma rádio de São Paulo), exclusivamente de musica eletrônica.

O navio é o Island Scape, e o roteiro Santos, Búzios, Santos.


1º Dia

Saímos de São Paulo por volta das 15:00hs, estavamos de carro e o embarque era até as 17:00hs. Nos perdemos um pouco para achar o porto, mas conseguimos fazer o check-in no tempo.
Estava muito anciosa, pois nunca tinha viajado de navio antes, tudo parecia muito grandioso.
Entramos por volta de 6:00hs, e uma tripulante muito da mal humorada nos levou até a cabine.

Nossa cabine era no 9º andar, especificamente a 9038D. A cabide era dupla, e bem espaçosa até, com armários, escrivaninha, duas camas e banheiro. Ela ficava bem próxima a piscina e restaurante e no principio achei isso ótimo.

Jantamos e fomos a Welcome Party na piscina, o navio saiu, tocou aquela buzina, e confesso que fiquei inteira arrepiada.
Começaram os djs e a festa. Por volta das 10:00hs fomos nos arrumar.

A noite a Festa seria do Branco, então todas nós lá meia-noite de roupas branquinhas.
Tecneira rolando solta, e as pessoas se olhando curiosas.
As bebidas apesar de serem em dólar, eram preços compatíveis aos praticados nas boas casas noturnas de São Paulo.
A festa rolou até as 10:00 hs do sábado.

Itacaré - Onde ficar


Itacaré tem diversas opções de hospedagem, para todos os gostos e bolsos.
Para quem quer ficar próximo aos restaurantes e festa a dica é se hospedar na Pituba. Existem pousadas aconchegantes com preços acessíveis.
  • Pousada Maresia: na rua principal, tem acomodações simples, mas confortáveis, segurança e um bom café da manhã. Os donos - Valmir e Mandalena - são paulistas e muito acolhedores. A dona tem um restaurante natural ao lado da pousada, o Falafel. Com sorte você consegue ver macaquinhos nas árvores da pousada. Já fiquei diversas vezes e recomendo. Evite os últimos quartos da parte superior, não tem janelas, somente porta que abre e ficam bastante abafados.
  • Pousada Lanai: também na Rua Pedro Longo, também tem acomodações simples, mas limpas e aconchegantes. Fiquei também algumas vezes. Os quatos da parte de baixo são bem quentes, prefira os da parte superior.
Para quem quer ficar hospedado na praia mais badalada de Itacaré, uma boa opção é a pousada Sangri-lá, com acomodações rústicas, tem um bom café com vista pro mar. A vantagem é estar a um passo da praia e ter um visual lindo do amanhecer e anoitecer, a desvantagem é ter que andar até a vila cada vez que precisar almoçar, jantar, ir ao mercado, etc.

Para aqueles que necessitam de mais infra-estrutura e conforto, o ideal são as pousadas da praia da concha, apesar de um pouco distante do centro, tem as melhores opções de hospedagem.
Um dica é a pousada de um amigo chamado Rui, Verdes Mares.

Citei algumas que conheci, mas exitem uma infinidade delas, vale a pena pesquisar.