San Andres - Noite

Não há muitas opções em San Andres para curtir a noite. A única danceteria da ilha é a Coco Loco.
Localizada na Av. Colombia - Zona Rosa, essa danceteria abre todas as noites com atrações diferentes. O forte da casa são os ritmos latinos, como salsa, rumba e reggaeton.
Se você gosta de dançar com certeza vai se divertir neste lugar. Agora se for só para olhar existem camarotes com mesinhas para beber alguma coisa e apreciar o visual.

Nesta mesma rua existem restaurantes e barzinhos para quem quer uma coisa mais light, aliás as bebidas em algumas lojinhas na rua são muito baratas, pois são livres de impostos (tax free), é muito comum ver grupos de adolescentes com garrafas de espumante ou vodca em baldes de gelo.

San Andres - Comer

San Andres tem restaurantes muito gostosos, bonitos e com comida da melhor qualidade, por um preço justo.
Três dos lugares onde comemos indico:
Restaurante La Regatta
Um restaurante chique, a beira-mar, com uma decoração linda, feita com muitas garrafas de bebidas vazias, que encanta pelos sabores e visual. Da janela é possível ver peixes coloridos no mar.
O serviço é excelente e todos os pratos que provamos estavam deliciosos. As especializades são peixes e frutos do mar.

É bom fazer reserva, pois é um dos restaurantes mais concorridos da ilha. Seu proprietário, um antigo capitão e pescador recebe pessoalmente aos turistas e conta um pouco da história do lugar.


Restaurante e Vinería Gourmet Shop
Em frente ao Parque de La Barracuda, uma praça onde tem uma escultura enorme do peixe barracuda, com olhos verdes.
Esse restaurante foi indicados pelos donos do nosso hotel como um bom lugar para comer carne, já que a maioria dos lugares da ilha as especialidades são frutos do mar.

Espécie de mercearia design, tem um ambiente familiar com bom atendimento e comida excelente.
Experimente o filé ao molho de chocolate.

Restaurante do Hotel Casablanca
O restaurante do hotel fica no calçadão, em frente a praia urbana do centro. Com ar condicionado e uma vista muito agradável a comida também não decepciona.

Dois lugares que não recomendo:

Fisherman Place
Logo que chegamos estávamos com muita fome e perguntamos por um lugar próximo, que pudessemos ir a pé. Perto ao Hotel Mariland, na beira da praia, ao lado dos barcos de pesca encontramos esse restaurante.
É um lugar bem simples, de comida caseira. Mas o ponto negativo é o péssimo atendimento. Parece que eles estão fazendo o favor de te atender. É preciso chamar uma, duas, dez vezes para ser atendido e muito mal por sinal. A bebida estava quente e o preço não é barato pela qualidade oferecida.

Margherita e Carbonara
Um restaurante italiano e pizzaria, na centro, rua do Coco Loco. Primeiro que estava lotado, tivemos que esperar por quase uma hora por mesa. Quando sentamos fomos mal atendidos. Pedimos uma pizza, que em nada atendeu nossa expectativa, com uma massa dura e quase sem recheio em nada lembrava as pizzas do Brasil.

Beach Club Blue Cove – San Andres

Na volta que fizemos a Ilha, vimos no caminho um Beach Club bem legal. Todo branco e a beira mar, num lugar com visual muito bonito.

No dia seguinte fomos de taxi até lá para passar o dia. 
Na verdade esse Beach Club pertence ao Hotel Blue Cove, um all inclusive da ilha.
Para passar o dia paga-se 50.000 COP com direito ao almoço self-service no hotel e open bar o dia todo na piscina até as 17:30hs.
O clube é todo branco, estilo meio grego e conta com uma piscina, dois tobogãs – um pequeno e um enorme, uma plataforma para mergulho, e um trampolim super alto. Eles também disponibilizam snorkel e máscara para mergulho. Além disso três bóias grandes fico no mar, para quem quer aproveitar e não sabe nadar.
O lugar é super agradável e dá pra passar o dia inteiro desfrutando da infra-estrutura do local. Tem garçom, salva vidas, banheiros, espreguiçadeiras e duchas.
Não deixe de descer no tobogã maior, é super divertido!
Para quem gosta de mergulho lá também existe uma agência que faz cursos, com simulação na piscina antes de mergulhar no mar.

Ilhas Acuario e Jhonny Cay – San Andres

Outro passeio muito interessante e gostoso de se fazer é de barco para as Ilhas Acuario e Jhonny Cay. Esse passeio nos foi indicado pelos donos da nossa pousada e adoramos. O taxista que pegamos nos indicou para um barqueiro amigo dele, que segundo ele fazia o passeio com segurança.

Vá de taxi até o Porto (Muelle) de San Andrés, é de lá que saem os barcos para esse passeio, não é preciso reservar, é só ir até lá e comprar o ticket.
Pode-se fazer as duas ilhas juntas ou uma de cada vez, optamos pelas duas por não termos muitos dias na ilha.
A primeira ilha que paramos foi a Acuario, na verdade é mais um ponto de apoio para mergulho, com uma pequena faixa de terra. Lá você aluga máscara, snorkel para mergulho e um sapatinho de borracha para não machucar os pés, já que o fundo do mar é todo de coral.
É possível ver muitos peixes sem precisar ir muito fundo, ainda com a água na cintura já vemos várias espécies multicoloridas, peixes, estrelas do mar, arraias. É um mergulho fácil, agradável e muito bonito, vale a pena.
Ficamos cerca de duas hora nessa ilha e quando a maré começou subir e quase não tinha mais areia partimos para Jhonny Cay.
Jhonny Cay é uma pequena Ilha, com muitos coqueiros e algumas barracas, nelas são servidos almoço, bebidas e coco. Eles também alugam tendas em frente ao mar, com cadeiras de praia.
A ilha é muito linda, e a cor da água inacreditável, faz muito calor e é preciso encontrar uma sombra. Almoçamos por lá: arroz de coco, peixe e salada. Na hora de ir embora, o Bug, nosso garçom estava jogando baralho e não queria ser interrompido nem para agente pagar a conta.
Saímos da ilha umas 16 hs e voltamos para San Andres de barco, num trajeto rápido de 30 minutos.
Planejamos voltar mais vezes para a Ilha, mas as condições do mar nos dias seguintes não estavam favoráveis.

Passeio de Carrinho de Golf – San Andres

Dar a volta a Ilha de carrinho de golfe é um dos passeios mais legais de San Andres, você aluga o carro por um dia e faz a volta inteira com calma e tranquilidade. Não tem como se perder, é só seguir o fluxo dos carrinhos.

Existem carrinhos de golfe para 4 ou 6 pessoas e a Mula, que é um carro um pouco mais rápido. Alugamos um de golfe para 4 pessoas por 90.000 CUP a diária, eles entregam e retiram no hotel -  Martinez Rent a Car.
A velocidade do carinho é lenta, mas a paisagem é tão linda que não há pressa. Nossa primeira parada foi em La Piscinita, nesse lugar você paga uma pequena taxa para entrar e eles te dão pedaços de pão para jogar para os peixes, que são muitos. Você também pode alugar um snorkel e mergulhar.
Não paramos no Hoyo Soplador porque o assedio ao turista estava demais e nos sentimos acuadas.
Na Playa de San Luiz paramos para tomar sol e almoçar. O restaurante escolhido foi o El Paraiso, lá eles tem espreguiçadeiras e uma excelente comida, o atendimento é demorado, mas com um pouco de paciência tudo dá certo.
Paramos também na praia do centro e em vários outros pontos para entrar no mar e tirar fotos. Chegamos em casa no final da tarde, ao por-do-sol felizes e encantadas.

Mapa San Andres e Passeios


Hotel Le Castel Blanc - San Andres

Achei pela Internet esse hotel em San Andres, queríamos ficar em um resort all inclusive, mas não conseguimos vagas, depois de muito pesquisar decidimos por esse. Fiz a negociação por e-mail, com a própria dona - Juliana.

O Hotel Le Castel Blanc tem o conceito boutique, poucos quartos e muito conforto. Em formato de castelo, todo pintado de branco, pagamos 3500.000,00 por 5 noites, duas pessoas, aproximadamente R$ 350,00 a diária com café da manhã incluso.
A acomodação é muito confortável, e as áreas comuns muito boas e tranquilas. O café da manhã era ao ar livre próximo a piscina.
No dia do réveillon teve uma ceia no hotel – 70.000 COP, que estava uma delícia. Os donos do hotel são uma simpatia, e organizaram uma ceia gostosa e divertida. No final convencemos eles a ir a praia pular as sete ondinhas. Ele colocou todos os hóspedes em cima da caminhonete e levou até a praia, foi uma festa.
Foi uma estadia muito agradável, onde fomos bem recebidos e bem tratados por todos.
Indico aos amigos!

Voando Cartagena/San Andres

A única cia que fazia voo direto era a Copaair. Compramos a passagem aqui no Brasil e embarcamos no Aeroporto de Cartagena. O Aeroporto estava em reforma, então um pouco confuso e sem conforto para os passageiros.

Já no aeroporto de San Andres,  fomos abordados por um taxista, que ficou nos perseguindo no saguão, indicando onde era o cambio, e nós paulistinhas estressadinhas ficamos morrendo de medo de ser assaltadas, mas não era nada disso, ele só queria garantir as passageiras, porem acho que ele não sabia onde era nosso hotel e nos deixou no endereço errado, tivemos que pegar outro taxi. Taxi lá custa barato, do nosso hotel até o aeroporto aproximadamente 10000,00 COP (um pouco mais que R$ 10,00).

Santa Marta & Playa Blanca – Passeio Cartagena

As praias urbanas de Cartagena não são bonitas, com águas e areias escuras, não são atraentes para o banho de mar.

Por isso resolvemos fazer um passeio de barco para Santa Marta e Playa Blanca, que tinha sido recomendado por amigos que já estiveram lá.
Consultamos no nosso hotel e esse passeio saia por 90.000,00 COP  - translado, passeio de barco, almoço, ilha particular; achamos um pouco caro e resolvemos ir procurar mais barato na Cidade Murada.
Próximo ao Café Del Mar fomos abordadas por um homem, oferecendo o mesmo tipo de passeio por 65.000,00 COP – Translado, Oceanario  e Playa Blanca com almoço. Combinamos o passeio para o dia seguinte já que não tínhamos muito tempo.
Na hora marcada uma Van passou pra nos pegar (cerca de 9 da manhã), passamos em mais alguns hotéis e fomos para o Muelle Turistico La Bodeguita. Lá para entrar ainda tivemos que pagar uma taxa de 6.000,00 COP por pessoa de Ingreso Al Parque Nacional.
Esse porto estava parecendo uma rodoviária em dia de Natal, era uma multidão se amontoando e gente gritando nomes por todos os lados, uma muvuca. Os receptivos tinham listas com nomes das pessoas e iam chamando para seus repectivos barcos. O nosso foi o último a sair do porto, o que já causou certa irritação nos passageiros.
O barco bate muito e entra muita água, então quando for fazer esse passeio leve um saco plástico para proteger as câmeras e seus pertences.
O visual é muito lindo e quanto mais se afasta da costa, mais claras as águas ficam, aí sim lembrando o conhecido Caribe.
Nossa primeira parada era na Ilha do Oceanario, onde existe um aquário com as espécies marinhas locais. Quem não quisesse fazer esse passeio podia fazer snorkel em um lugar próximo, tudo pago a parte - $  25.000 e 20.000 COP.
O problema é que quem não quisesse fazer nada, não tinha onde ficar, pois a Ilha do Oceanario não tem praia e o snorkel é em alto mar. Ficamos espremidas num pedaço de terra mais populoso que a China, esperando o barco voltar para seguirmos para Playa Blanca.
Uma hora depois nosso barco veio nos buscar e seguimos para Playa Blanca. O mar dessa parte é transparente e areia da praia bem branquinha como o nome sugere.
Descemos e fomos a uma barraca para almoçar, o que estava incluso no passeio. O prato era peixe frito, arroz de coco e salada. Demorou para chegar e não estava gostoso.
Não sei se por causa da época do ano (entre natal e ano novo), a praia estava completamente lotada, com mil barcos de passeios ancorados por lá. Ficamos cerca de duas horas nessa praia, mas não foi melhor por causa da lotação, não tinha parte da praia que não estivesse cheia.
De volta ao porto o barco reacomodou as pessoas porque o mar estava agitado, fomos batendo as costas o retorno inteiro. Para completar a gasolina do barco acabou e paramos em uma ilha pra reabastecer. Não bastasse ainda paramos num cais para uma pessoa que não tinha pago passar o cartão, fomos o último barco a retornar.
De volta ao porto fomos procurar nosso translado de volta e cadê??? Não tinha... 
Era horário de pico e nem taxi conseguíamos pegar, conclusão: fomos a pé para o hotel.
Foi um passeio mico total, mas talvez em baixa temporada seja melhor.
Outra coisa é ver se o passeio do hotel vai a Ilhas Particulares, porque aí sim vale a pena, apesar de ser um pouco mais caro. #ficaadica

Cartagena das Índias - Comer

Pra falar a verdade, não anotei os nomes dos restaurantes que fazíamos as refeições, os que mais marcaram foram:
Pizzas Piccolo
Uma pizzaria localizada no Bairro de Boca Grande, próximo ao Hotel que estávamos, que fomos jantar duas vezes.
O lugar é agradável, com mesinhas ao ar livre, um bom atendimento, preço honesto e uma pizza de massa fininha e saborosa. Lá eles não dão garfo e faca para comer, e sim guardanapos para comer a pizza com a mão.

Restaurante Monte Sacro
Essa era nossa última noite em Cartagena e queríamos fazer um jantar especial.
No coração da cidade murada, em frente a Praça Bolivar, esse restaurante tem um ambiente muito agradável e sofisticado. Nas mesas na varanda de frente para a praça é possível ver as carruagens passando.
O restaurante tem música típica ao vivo, os pratos são finos, pequenos, mas saborosos.
O preço é caro, mas compensa a visita.


Cartagena das Índias - Colômbia

Apesar de ser uma cidade de praia, e nosso hotel ser a beira mar, essa não era sua maior atração. As praias não são tão bonitas, tem águas e areias escuras.
Uma das cidades mais antigas da Colômbia, alvo de muitos ataques de piratas, hoje tem um centro histórico que é Patrimônio Histórico da Humaninada da Unesco - A Ciudad Amurallada.
Essa cidade cercada por um grande muro guarda muitas belezas e surpresas em seu interior.

Uma das coisas mais legais para se fazer em Cartagena é andar sem pressa pelo seu centro histórico, ver suas ruas estreitas com casarões antigos e coloridos, suas praças, igrejas, restaurantes, lojinhas.
Dá pra fazer todo o passeio a pé, mas se prepare para andar muito e para o calor que é intenso.
Dê uma paradinha no Hard Rock para um drink e um descanso ao ar condicionado, aproveite para conhecer o local e ver os objetos de artistas consagrados.
Almoce em algum dos restaurantes nas praças, em mesinhas ao ar livre, e conheça o prato mais tradicional da Colômbia: arroz de côco, peixe, platano e salada.
No final da tarde vá ao Café Del Mar, em cima da muralha, tem uma vista privilegiada para a praia, de onde dá para se apreciar um belíssimo por do sol. Para terminar o dia com chave de ouro tome um vinho branco e aprecie o anoitecer.