Fernando de Noronha - PE

Vou repassar aqui as dicas de uma amiga que morou e trabalhou em Noronha por dois anos e que me ajudou muito na minha ida até lá - agradeço demais a Mariana Galhardo - a maior parte das informações foram passadas por ela, e vou complementando com minhas impressões pessoais.


Existe duas formas de ir a Noronha de São Paulo, via Recife ou Via Natal, fomos via Natal porque íamos fazer uma parada estratégica de alguns dias em São Miguel do Gostoso.
De Natal a Noronha o tempo de viagem é de aproximadamente uma hora. Voamos azul, naqueles aviões pequenos, que cabem umas vinte pessoas. O voo foi tranquilo e o serviço de bordo excelente - com refrigerante, biscoito, bolacha e balinhas, coisa rara nos dias de hoje num voo curto. 

A vista da chegada a Ilha já dá uma ideia do paraíso onde vamos aterrizar, o lado esquerdo é o melhor, se puder escolher.

Você sabia que existe uma passagem volta ao mundo?

É isso mesmo que você entendeu. A passagem volta ao mundo permite que você faça a volta no globo com um único bilhete, fazendo várias paradas pelo caminho. Pra quem sempre sonhou em fazer uma volta ao mundo ela pode ser uma boa solução e sai bem mais em conta do que você imagina.

O que é a passagem?

A passagem é chamada de RTW (Round the World) e pode ser composta por 16 trechos, saindo e retornando ao mesmo ponto, fazendo a volta completa do globo. Atualmente existem 3 alianças que oferecem esse tipo de passagem e é claro que algumas regras devem ser seguidas.

Conheça as principais regras:

  • O viajante precisa fazer a volta no globo em um único sentido
  • A viagem deve durar de 10 dias a 1 ano
  • O número de trecho voados deve ser entre 3 e 16
  • Existe um número limite de trechos a serem voados em cada zona territorial da aliança
  • Você pode desembarcar em um país e embarcar em um país diferente no próximo vôo. Isso se chama deslocamento terrestre, mas conta como trecho ou milha voados
  • Voos com conexão também contam como trecho voado ou para contagem de milhas
  • É possível alterar a data dos vôos sem nenhuma taxa
  • É possível alterar trechos da passagem conforme taxas estipulada pela aliança

Quanto custa?

É claro que isso vai depender muito do seu roteiro, do número de trechos e da aliança aérea pesquisada. Se o seu roteiro passa por aeroportos mais populares ou se ele usar poucos trechos, vai sair mais em conta. É possível encontrar uma passagem RTW de 16 trechos por 5 mil dólares (=12.800 reais). Parece caro? Se você considerar que que um vôo de ida e volta para a Tailândia custa cerca de 4 mil reais já não parece tão caro assim. Se você dividir esse custo da RTW por 16 trechos, cada trecho custaria 800 reais.

ONDE PESQUISAR?

Atualmente 3 alianças aéreas oferecem essa passagem: One World, Star Alliance e Sky Team. No site dessas empresas é possível fazer simulações das passagens de volta ao mundo.

Para saber mais detalhes sobre essa passagem clique aqui.

O Projeto ViraVolta é um site especializado em viagens de longo prazo e passa todas as dicas para quem deseja realizar o sonho de viajar o mundo. Se você tem medo ou acha impossível, não desanime. Conheça as nossas dicas e quem sabe podemos te inspirar.



Conheça o projeto e fique conectado:

projetoviravolta.com
facebook.com/projetoviravolta
pinterest.com/viravolta/
youtube.com/user/projetoviravolta
twitter.com/_ViraVolta


Fonte: Catraca Livre

Clínica Surf

Um projeto muito bacana para quem quer aprender a surfar e fazer novos amigos.
A proposta da clínica é ensinar o surf a pessoas de todas as idades que tenham o sonho de aprender esse esporte, mas além disso é uma comunidade de pessoas que curtem o surf e querem fazer novos amigos.


Uma vez por mês é feito um tipo de "excursão", em que as pessoas se encontram em algum local de São Paulo e partem para um final de semana de praia, surf e diversão.
Geralmente o lugar escolhido é Ubatuba e o esquema e o seguinte: no pacote está incluso a pousada com café da manhã, equipamentos e aulas de surf. 
As aulas são no sábado de manhã e a tarde e domingo de manhã, sempre com um instrutor, de acordo com seu nível de surf. Todos os instrutores são formados em educação física e trabalham na área.

Refeições são a parte, mas são feitas em um restaurante por quilo muito gostoso, chamado Alentejano. A variedade é enorme, o buffet tem comida japonesa e o preço é justo.
No sábado a noite rola um churrasco de confraternização, e uma roda de surf, onde cada um conta como foi sua experiência no mar.

Mais do que uma escola de surf, é um grupo de amigo apaixonados pelo esporte. O clima é super família e a energia é completamente positiva.
Mais informações pelo Site e Facebook.
Aloha!

Confira 35 dicas geniais para viajantes

1. Use janelas anônimas quando for reservar voos e hotéis pela internet.

Sites de viagem rastreiam as suas visitas e aumentam o preço quando sabem que você já os acessou antes.

2. Organize cabos soltos guardando-os em caixas de óculos.


3. Use canudos para levar pequenas quantidades de cremes em viagens.


4. Coloque uma folha de papel “dryer sheet” no topo de sua mala para que as suas roupas não fiquem com cheiro de mofo.



5. Use a mola de uma caneta velha para proteger os fios de carregadores.


6. Fuja das longas filas dos banheiros de aeroportos.

Pode parecer senso comum, mas o primeiro banheiro do terminal é o mais cheio. Use o próximo para evitar a perda de tempo em filas.

7. Use um prendedor do tipo “binder clip” para proteger as lâminas de barbear.


8. Se esquecer a parte que prende na tomada, carregue seus dispositivos conectando o cabo USB nas entradas da TV.


9. Enrole as roupas, ao invés de dobrá-las, para economizar espaço nas malas.


10. Se você tem roupas que precisam ser dobradas, use lenços de papel para evitar que elas amassem.


11. Use um porta pílulas para manter as bijuterias organizadas.


12. Salve imagens dos seus documentos antes de viajar.

No caso de perda ou furto, é muito útil ter cópias extras do passaporte, da sua identidade e dos documentos que mostram seus voos e reservas salvas no seu smartphone ou tablet.

13. Guarde seu sabonete e lave roupas com esse embrulho fácil de fazer.


14. Uma touca de banho é a melhor forma de embalar os sapatos para colocar na mala.


15. Coloque seu smartphone no modo avião para economizar bateria.


16. Evite os nós nos fones de ouvido enrolando-os em um prendedor do tipo “binder clip”.


17. Mantenha seus grampos de cabelo organizados dentro de uma caixinha vazia de Tic-Tac.


18. Ao fazer as malas, coloque cintos enrolados nas golas de camisas, para manter sua forma.


19. Sente-se nos assentos próximos das asas do avião para evitar turbulência.

Os assentos próximos das asas normalmente têm menor turbulência porque têm uma estrutura que dá maior suporte.

20. Ao invés de comprar de novo, guarde as embalagens pequenas e reponha os produtos.


21. Para usar o Google Maps offline, digite “OK Maps” e a área visível será salva para acessos futuros.


22. Ao invés de comprar água no aeroporto, leve uma garrafa vazia e encha-a após passar pelo raio-x.


23. Quando reservar poltronas para duas pessoas no avião, escolha o corredor e a janela.

Se ninguém pegar o assento do meio, você fica com a fileira toda. Se alguém pegar, é só pedir para trocar de lugar para sentar perto da pessoa com quem você está viajando.

24. Se tiver que levar paletó, dobre-o do avesso, para mantê-lo limpo e sem amassar.


25. Espere para comprar suas passagens às 15h de terça-feira.

Normalmente, é nesse dia que as grandes companhias aéreas reduzem seus preços para competir com empresas menores. Se você quiser economizar, esse é o horário para comprar.

26. Evite vazamentos desagradáveis na sua mala.

Tire a tampa dos recipientes, embrulhe filme plástico em volta e tampe de volta. Isso vai prevenir qualquer líquido de sujar suas coisas (e estragar sua viagem!).

27. Consiga a senha do Wi-Fi de vários estabelecimentos checando os comentários do lugar no FourSquare.


28. Use seu GPS quando estiver no exterior.

Se você está viajando sem um plano internacional de celular, ative o modo avião e desligue a rede para usar o GPS sem se conectar à internet. Faça o download da área que será visitada no Google Maps enquanto ainda estiver no hotel e você terá um mapa completo para usar durante o passeio.

29. Consiga um carregador de celular se você esquecer o seu em casa.

Esqueceu o carregador? Muitos hotéis têm uma caixa cheia de carregadores esquecidos por outros hóspedes.

30. Não perca tempo esperando sua bagagem chegar no aeroporto.

Mesmo que não seja, colocar uma etiqueta de “frágil” faz com que manejem suas malas com mais cuidado. Além disso, elas são colocadas no topo da pilha de bagagens, o que significa que a sua mala será uma das primeiras a ser colocada na esteira.

31. Ganhe tempo fazendo as malas.

Pendurar cabides organizadores pode ser muito útil na hora de arrumar suas malas, simplesmente colocando-os dentro da sua bagagem. Já vai estar tudo em ordem!

32. Consiga Wi-Fi de graça no aeroporto.

Quando estiver no aeroporto, coloque “?.jpg” no final de qualquer URL para conseguir contornar o Wi-Fi ridiculamente caro. Você também pode se sentar perto das salas VIP, já que às vezes o sinal pega fora.

33. Para ganhar pontos, viaje com uma régua com várias tomadas e seja o herói do aeroporto.


34. No seu ultimo dia em outro país, pegue todos os seus trocados e dê aos moradores de rua.


35. E o mais importante… Continue viajando!

Praia dos Carneiros - O que fazer.

O que fazer na Praia dos Carneiros? Absolutamente nada. Esse lugar é ideal para quem quer sossego e descanso.


Mas para aqueles que querem explorar a região existem algumas poucas opções:


Passeio de barco: nossa pousada oferecia gratuitamente um passeio de escuna, que ia a um banco de areia, mangue e voltava (bem chato). Há passeios particulares que devem ser mais flexíveis e interessantes.

Banho de lama: no mangue, do outro lado do rio Arikindá, os barcos param para o tradicional banho de lama, dizem que é medicinal, mas preferi não arriscar.

Piscinas Naturais: as piscinas naturais de Carneiros ficam em frente ao Restaurante Bora Bora, e não é preciso de barco para conhece-las, basta chegar na maré baixa e caminhar.
Nas poças de água formada pelos corais é possível ver diversas espécies de peixes coloridos e ouriços do mar. Há somente uma piscina maior que é possível entrar e nadar com os peixinhos.
Dica: leve pedaços de pão, eles vão ficar todos ao seu redor. 


Igreja do Sec. XVIII: na praia, de frente para o mar, está a Igreja de São Benedito. É uma visão bucólica que encanta. Diz que a igreja ainda está em funcionamento, mas só para casamentos. Todos os dias que passei por ela estava fechada e não consegui conhecer seu interior.

Restaurantes próximos: o Restaurante Beijupirá, famoso em Porto de Galinhas, tem uma filial na Praia dos Carneiro, fica dentro da Pousada Pontal dos Carneiros, e tem dois ambientes, frente ao mar e salão.

O salão é mais confortável e aconchegante para quem quer fazer uma refeição completa. Todos os pratos são preparados por chefs e são divinos.

Ida a Porto de Galinhas: essa é só para quem está de carro, pois Porto de Galinhas fica a uma hora da Praia dos Carneiros, mas quem tiver oportunidade aproveite para conhecer a Vila e apreciar suas muitas opções de lojas e restaurantes. Fomos somente para o jantar, e achei sensacional o Domingos Restaurante, com ambiente bonito e aconchegante, bom atendimento, comida da melhor qualidade e preços acessíveis. Recomendo!

Praia de Carneiros - Hospedagem

Pesquisei os hotéis existentes na Praia dos Carneiros pela internet, e o melhor preço x estrutura foi a Pousada Praia dos Carneiros.

Com piscina e frente para o mar, e espreguiçadeiras com vista para a praia.
O Hotel ainda conta com o restaurante Arikindá, que tem petiscos e pratos deliciosos.
Como o lugar é meio isolado, você acaba fazendo as refeições no Hotel mesmo ou nos hotéis vizinhos. O preço é salgado, mas não há outras opções.
Ficamos em um chalé para três pessoas, que apesar de simples era confortável, com TV de LCD, ar condicionado, frigobar e um banheiro grande.
Na diária está incluso café da manhã, que é básico, com algumas comidas típicas do nordeste, como cuscus e tapioca.
Achei o custo x benefício muito bom e sua localização excelente, próximo as piscinas naturais e a Igreja do séc. XVIII. Ambiente bem tranquilo, ideal para famílias ou casais. Os funcionários são bastante simpáticos e solícitos.